fbpx
Garantia do iPhone

Você sabe como funciona a garantia do iPhone?

Seu aparelho celular está com problemas? Ele não responde aos seus comandos ou a bateria descarrega de uma hora para outra? Ele trava com frequência? E agora? Quando é possível recorrer à garantia do iPhone?

 

Para quem depende do gadget para otimizar o trabalho e resolver questões pessoais, uma falha no momento em que mais precisa dele pode se transformar em um verdadeiro tormento.

 

Foi exatamente por isso que a Apple autorizou o serviço de algumas empresas de assistência técnica no país. Assim, clientes que estão dentro do prazo de garantia — um ano a partir da data da compra — podem recorrer ao reparo do produto.

 

 

 

 

Mas como funciona a garantia do iPhone? O que ela cobre e o que não cobre? É isso que você vai descobrir durante a leitura deste post. Confira!

 

 

Quando procurar o serviço de garantia do iPhone?

O iPhone é um aparelho eletrônico de alta qualidade, produzido quase de forma artesanal. Porém, não está livre dos defeitos de fabricação. Quando eles aparecem, é preciso procurar pelos serviços de assistência técnica.

 

Se você está em dúvida quanto ao prazo de garantia do iPhone, basta entrar em contato com o suporte Apple via online ou telefone, no 0800 761 0880. Passado o período de um ano de compra, o trabalho de reparo é cobrado. Porém, é possível despender uma taxa para prolongar o serviço.

 

 

“Passado o período de um ano de compra, o trabalho de reparo é cobrado. Porém, é possível despender uma taxa para prolongar o serviço.”

 

 

É importante ressaltar que o iPhone tem garantia mundial, mas para isso, o modelo que você usa precisa ser comercializado dentro do país. Além disso, a assistência só pode ser prestada se o aparelho apresentar problema técnico. Logo, a Apple não se responsabiliza por danos por mau uso.

 

 

Como funcionam os serviços de reparo?

Para quem está com problemas no iPhone, saiba que há diferentes opções para solucionar as falhas técnicas. O aparelho pode ser levado diretamente a uma empresa de assistência autorizada, que fará o trabalho no próprio local ou enviará o produto ao Serviço de Reparo da Apple.

 

Por fim, o produto poderá ser retirado no mesmo lugar onde foi deixado ou enviado para o seu endereço, se a responsável pelo conserto assim decidir.

 

Em algumas situações, a Apple pode solicitar o envio do iPhone mediante postagem para o serviço de reparo ou assistência técnica autorizada. Nesse caso, a empresa que realizou o trabalho fica incumbida de devolver o aparelho ao cliente.

 

 

Acessórios para iPhone X

 

 

Há ainda a opção de autossuporte, em que o conserto pode ser feito pelo próprio cliente, de acordo com as instruções fornecidas pela fabricante. É válido ressaltar que a Apple também poderá efetuar o reembolso do valor do produto ou oferecer um item novo, sem qualquer custo, a depender da política da empresa.

 

Os serviços de garantia do iPhone estão alinhados com o Código de Defesa do Consumidor. Logo, a Apple não exclui, limita ou suspende os direitos previstos em lei. A limitação pode ocorrer apenas se a legislação assim permitir.

 

 

Afinal, o que a garantia do iPhone cobre?

Os serviços de garantia se estendem tanto ao iPhone, como aos acessórios da marca Apple presentes na embalagem original devido a defeitos de fabricação ou mão de obra, quando usados em circunstâncias normais.

 

Sendo assim, a Apple cobre problemas relacionados a danos físicos, como o mau funcionamento do botão, quando o uso do aparelho é feito de maneira adequada. Falhas no hardware também são reparadas.

 

Tais informações pertinentes ao assunto podem ser consultadas em manuais e canais de comunicação da marca. Para saber mais sobre os serviços, você pode acessar a página verificar cobertura e informar o número de série do produto. Qualquer dúvida, bastar recorrer ao suporte online da Apple.

 

 

iPhone caiu na água?

 

 

O que os serviços de reparo não cobrem?

Em determinadas situações, inexiste garantia do iPhone, ainda que o prazo de cobertura esteja em vigência. Confira quais são elas!

 

 

  • desgaste de peças consumíveis: as baterias, por exemplo, não são trocadas pela Apple, salvo por algum defeito de material ou fabricação;
  • defeitos por desgaste: essa situação ocorre principalmente pelo envelhecimento natural do produto;
  • danos estéticos: a marca não se responsabiliza por amassados e arranhões, exceto quando a falha decorrer de defeito na fabricação ou por conta de material inapropriado;
  • danos por componente de terceiros: para não perder o direito à garantia, os itens conectados ao seu iPhone devem atender às especificações do produto Apple;
  • danos por acidentes: causas externas, como contato com líquidos, incêndios e mau uso, estão isentas da cobertura;
  • danos por serviços não autorizados: a assistência técnica deve ser realizada por representantes da marca ou empresas que receberam autorização;
  • outros danos: refere-se a defeitos provocados pelo uso do iPhone fora das diretrizes da Apple;
  • produto modificado: qualquer alteração sem a permissão por escrito da Apple dispensa a garantia do iPhone;
  • produto roubado: quando autoridades públicas, no uso legal de suas atribuições, informam à Apple que o iPhone foi roubado, a garantia deixa de ser válida;
  • número de série inexistente: os serviços de garantia não são prestados, caso tal informação seja removida ou apagada do aparelho.

 

 

Além disso, a garantia do iPhone não se aplica a produto de outra marca e a nenhum software, mesmo que embalado ou comercializado com o hardware da Apple. Nesse caso, é preciso verificar com os próprios fabricantes e fornecedores quais são suas políticas e como funcionam.

 

 

Quais as orientações ao usar a garantia do iPhone?

Na hora de recorrer à garantia do iPhone, é fundamental fornecer as informações solicitadas pela prestadora de serviços e tomar certos cuidados com o aparelho. Por isso, não deixe de prestar atenção nas dicas a seguir:

 

 

  • tenha em mente qual é o modelo do seu gadget e o número de série, que pode ser encontrado em ajustes > geral > sobre;
  • antes de enviar o iPhone para o serviço de garantia, exclua os dados pessoais que deseja preservar e desabilite as senhas de segurança;
  • realize o backup regular das informações localizadas na mídia de armazenamento, a fim de proteger o conteúdo e evitar falhas de operação;
  • guarde o comprovante de compra do seu aparelho;
  • se você adquiriu o serviço estendido da Apple, como o AppleCare+ e o AppleCare Protection Plan, mantenha o contrato em local seguro.

 

 

Por fim, lembre-se de que os serviços de reparo são realizados apenas por assistências técnicas autorizadas. Portanto, qualquer problema com o gadget deve ser resolvido por essas empresas, a fim de que o cliente não perca a garantia.

 

E então, aprendeu como funciona a garantia do iPhone? Agora você pode procurar um serviço de assistência homologado pela Apple para sanar as falhas de seu aparelho de forma ágil e eficiente.

 

Gostou do post? Aproveite e entre em contato com a iHelpU para que seu gadget volte a funcionar perfeitamente!

 

 

Tela quebrada iHelpU

Post a Comment