fbpx
Atualização do iPhone: saiba como fazer e os cuidados necessários - iHelpU

Atualização do iPhone: saiba como fazer e os cuidados necessários!

Todos nós sabemos que não existe um sistema operacional perfeito e que o que conhecemos sempre precisará de alguns reparos e melhorias ao longo do tempo, para que possa durar sem ficar obsoleto.

Assim, a atualização do iPhone é considerada uma das funções mais importantes do aparelho.

Por onde começar a atualização do iPhone?

O aprimoramento constante de qualquer dispositivo é fundamental para seu pleno funcionamento.

Retirar erros recorrentes em reclamações de clientes e, em algumas versões, aumentar a capacidade de duração da bateria.

Além desses benefícios, o procedimento traz muitas novidades para o celular, como novas aplicações, formas mais simplificadas de usar as funções, mobilidade entre os apps e muitos outros detalhes incríveis.

Portanto, é interessante sempre estar atento às atualizações, principalmente, observar se ocuparão mais memória, pois essas costumam ter mais atrativos.

Pensando nessa importância, mostraremos agora os pontos mais essenciais desse assunto para que você fique superantenado. Acompanhe este post!

O que precisamos saber sobre a atualização?

Independentemente de como esteja o funcionamento do seu smartphone, é sempre bom aguardar alguns dias para instalar as novidades, pois, muitas vezes, há erros na versão que podem prejudicar em vez de ajudar ou turbinar.

Dessa maneira, dê uma olhada nos comentários antes para saber se já houve reclamações por falhas no sistema etc. Isso servirá de precaução e, provavelmente, a fabricante dará um jeito de consertar o erro brevemente.

Além disso, fazer o backup dos dados periodicamente é essencial, porque previne não ter o risco de perder algo muito importante ou que estava ali guardado e você nem lembrava, mas que um dia sabe que precisará dele.

Existe, ainda, uma ferramenta muito utilizada por usuários, chamada “jailbreak”, que libera o celular para colocar aplicativos diversos e permite personalizar o telefone de outras formas que a Apple faz questão de restringir.

Sobre o app citado acima, saiba que, mesmo parecendo algo bom, quando instalá-lo, não terá como fazer as atualizações do iPhone, que melhoram o celular e, ainda, costumam enviar recursos interessantes que não haviam antes.

Dessa forma, só será possível baixar as atualizações recentes, formatando o aparelho, podendo perder informações importantes nesse procedimento.

Ainda, pelo fato do sistema ter sido criado por hackers, a probabilidade de sofrer ataques cibernéticos de criminosos por meio de seus computadores e outros dispositivos eletrônicos é muito maior, sendo que terão acesso a dados sigilosos que, sem o jailbreak, ninguém conseguiu burlar até hoje por causa da segurança desenvolvida pela Apple.

Atualmente, foi liberada uma grande e importante atualização, que demorou alguns meses até a sua versão final, mas que finalmente saiu, o iOS 12, que pode ser instalado, inclusive, no antigo e ainda muito usado, iPhone 5S. Incrível, não?

Então, depois de entender esses detalhes, estamos prontos para saber quais tipos de atualização para iPhone existem. Vamos conferir!

Via OTA

Desde as versões mais antigas, para ser mais preciso, com o lançamento do iOS 5, a gigante do comércio mundial proporcionou aos usuários uma maneira prática de realizá-la, chamada Over-the-air (OTA), isto é, sem precisar de nenhum fio conectado ao computador.

Todavia, no intuito de melhorar a experiência do consumidor, agora é exigido estar online, por meio do Wi-fi, o que não será problema para ninguém, é claro.

Isso fez com que o pacote de dados inserido fosse menor e mais leve, permitindo a desenvolvedora colocar somente as alterações necessárias.

Para executar essa atualização, é só seguir esses passos simples:

  • vá nos “Ajustes”;
  • entre no menu “Geral”;
  • selecione “Atualizações de Software”;
  • verifique se a carga da bateria está em mais de 50%, depois basta tocar no item “Transferir e Instalar”.

O sistema será reiniciado automaticamente no final do processo e o software instalado quando o celular estiver ligando.

Todo esse procedimento pode levar alguns minutos, por isso, não precisa ficar em cima do aparelho, porque quando terminar, aparecerá a tela inicial de boas-vindas e o dispositivo pedirá para fazer alguns novos ajustes.

Pode ser que dê erro durante o procedimento. Se isso acontecer, é bom que faça a segunda e mais recomendada forma de atualização. Confira logo em seguida.

Via iTunes

Esse é o método que tem sido utilizado pela Apple desde o surgimento de seus smartphones. Existem algumas diferenças em relação ao OTA, como a necessidade de um cabo para estabelecer conexão por meio do computador e, ainda, o pacote de dados é inteiramente transferido para o iPhone.

Mesmo assim, é bem fácil e rápido de atualizá-lo por esse modo, veja:

  • abra o programa “iTunes” no PC;
  • clique na opção “Buscar Atualizações”;
  • selecione o item “Transferir e Atualizar” (a partir desse momento, o aparelho não poderá mais ser desconectado até o fim do processo);
  • depois que o dispositivo reiniciar, é só fazer as mesmas configurações anteriores.

Caso haja uma mensagem de erro de memória em qualquer um dos procedimentos, apague manualmente seus arquivos mais irrelevantes, até que tenha espaço suficiente para atualizar com segurança.

Via automática

Com o lançamento da nova versão, algo surpreendente aconteceu: agora temos a possibilidade de configurar para atualizar automaticamente o aparelho. Demais, não é?

Isso trará um conforto enorme para o usuário, que não precisará mais ficar lembrando se atualizou ou não o sistema e perder um tempo tão precioso.

É bem simples e ágil fazer essa modificação, aprenda:

  • acesse os “Ajustes”;
  • vá na opção “Geral”;
  • selecione o item “Atualização de Software”;
  • toque no subitem “Atualizações Automáticas” e pronto, seu dispositivo já fará todo o trabalho por você da próxima vez.

É importante dizer que alguns detalhes terão que ser atualizados manualmente de vez em quando, o que não será problema, pois são coisas ínfimas.

Por fim, devemos entender que a atualização do iPhone tem que estar em dia para não ocorrer nenhum inconveniente quando estiver usando o aparelho.

Além disso, dá mais respaldo e credibilidade, caso precise levá-lo a uma assistência técnica ou queira vendê-lo.

Gostou do que leu, leitor? Saiba que não para por aqui! Continue com a gente e aprenda tudo sobre como funciona o processo de fabricação de aparelhos da Apple.

Clique aqui e solicite um orçamento!

Post a Comment