fbpx
6 maiores diferenciais da Apple: a verdadeira lovemark - iHelpU

6 maiores diferenciais da Apple: a verdadeira lovemark

Não foi à toa que a Apple se tornou a primeira empresa a valer mais de US$ 1 trilhão. A empresa, criada por Steve Jobs e Steve Wozniak, tem uma legião de fãs pelo mundo e seu sucesso é resultado de uma estratégia que sempre priorizou a excelência, com foco no bom design.

A empresa também alcançou um lugar nos corações das pessoas porque sempre foi revolucionária. Com uma visão extremamente precisa sobre como é a nossa relação com a tecnologia, Steve Jobs conseguia construir dispositivos com funções que as pessoas nem sabiam que precisavam.

Neste artigo, você vai descobrir quais são 7 os maiores diferenciais da Apple e por que elas tornaram a empresa a mais valiosa do mundo. Confira!

1. Inovação constante

Antes de a Apple criar seu primeiro Macintosh, em 1984, computadores não eram utilizados pelo público comum. Eles estavam principalmente em empresas e universidades, mas o caminho era torná-los pessoais.

Assim, a Apple desenhou os caminhos do mercado da tecnologia, ao compreender que uma interface amigável e um bom design são o caminho para a melhor experiência do usuário.

Quando o mercado da música sofria com a pirataria no começo do século XXI, Steve Jobs, mais uma vez, inovou ao lançar os iPods e compreender que o futuro da música era digital.

A última revolução foi a criação dos iPhones e a consolidação de como deveriam ser os smartphones. Antes deles, havia modelos da marca Blackberry, que já apresentavam um bom conjunto de ferramentas, mas ainda pecavam no design.

Com a criação dos iPhones, em 2007, a empresa lançou as novas diretrizes do design para dispositivos móveis e conseguiu fazer com excelência o que outras empresas ainda tinham conseguido: unir um telefone à ferramentas de produtividade, com acesso à internet.

Outro fator inovador foi a integração entre os aparelhos lançados pela empresa. Com apenas um login, você consegue ter acesso, recuperar, localizar e gerenciar arquivos de iPads, iPhones, Macs.

2. Simplicidade e facilidade de uso dos aparelhos

O design não serve apenas para encantar os olhos. Ele viabiliza a utilização de qualquer ferramenta, tecnologia e até de um móvel. No caso dos computadores e celulares, Steve Jobs compreendia que a simplicidade estética resultava em facilidade de uso.

A usabilidade, no entanto, não é um conceito do design proposto pela Apple. Essa diretriz começa a fazer parte do mercado da tecnologia entre as décadas de 80 e 90. Em outras palavras, ela não é nada mais do que a facilidade com que um usuário consegue realizar o que deseja.

O diferencial da Apple no que se refere à usabilidade é que seus funcionários e diretores são obcecados pela excelência. Enquanto não estiver perfeito, não está bom. Duas experiências que Steve Jobs teve sugerem como era sua visão exigente sobre o assunto.

Seu pai era carpinteiro e falava sempre sobre a importância das formas. Isso provavelmente formou seu senso estético. Outra experiência foi uma aula extracurricular de caligrafia. Elas influenciaram, 10 anos depois, na insistência de Jobs em desenvolver fontes amigáveis para as os primeiros Macs.

3. Qualidade de hardware

Quem tem um iPhone sabe: os aparelhos são sólidos e o material tem bastante qualidade. Como a Apple sempre teve uma visão integrada entre o design da interface e a forma física dos seus aparelhos, a excelência que citamos acima também vale para a construção do hardware.

A empresa usa as melhores matérias-primas para construção de iPhones, iPads, iMacs, Macbooks. Apesar de receber algumas críticas, a visão da Apple sobre a forma dos seus aparelhos tem alcançado um sucesso.

Para a empresa californiana, um usuário não deve precisar ter acesso à bateria ou trocar seu cartão de memória, no caso dos iPhones. Com isso, os celulares são “fechados”. Assim, ficam menos sujeitos ao mau uso. Além disso, o material dos acessórios da Apple também é de muita qualidade.

4. Baixa desvalorização dos aparelhos

Outro motivo que faz a Apple ter tanto valor entre seus fãs é a baixa desvalorização de iPhones, iPads e Macs. Isso acontece porque a alta qualidade deles garante o funcionamento por muito tempo e os modelos antigos ainda tem apelo, mesmo com a empresa lançando atualizações.

Em 2016, por exemplo, a Apple lançou o iPhone 7. Desde então, foram lançados o iPhone 8, 8 Plus e iPhone X. Em 2018, novos modelos devem ser lançados, junto ao iOS 12. No entanto, essas atualizações não desvalorizaram muito os modelos lançados nos anos anteriores, como o iPhone 6, 6S e 7.

Essas opções continuam atrativas porque são um pouco mais baratas, tem bastante qualidade e um desempenho parecido com modelos recentes. Assim, eles acabam se tornando opções de entrada.

Além dos modelos antigos comprados em lojas, a qualidade dos iPhones é tão grande que há um mercado informal de vendas dos aparelhos usados. Dentro de uma família também é comum encontrarmos pessoas que “herdaram” seu iPhone atual do pai, mãe, irmão ou namorado.

6. Qualidade dos aplicativos disponíveis

A empresa não é só rigorosa com seus fornecedores e equipes internas. Ela também tem diretrizes de design e experiência de usuário para os desenvolvedores de aplicativos. Afinal, quando um app tem um desempenho ruim, sua imagem desgastada pode causar respingos na Apple.

Além das diretrizes, a Apple tem equipes que testam os aplicativos lançados na App Store para verificar se eles funcionam bem. Se você encontrar um problema, pode entrar em contato com a empresa e relatar um problema. Essa abertura e o bom atendimento ao consumidor é outra característica que destaca a empresa no mercado de tecnologia.

7. Assistência técnica e atendimento

Em qualquer lugar do mundo que tenha uma Apple Store você consegue uma boa assistência, mesmo que seu aparelho esteja fora da garantia. Não importa há quantos anos você fez a compra, se você tem um Apple ID, merece ser bem tratado e orientado pelos atendentes.

Essa visão sobre o atendimento vitalício depois da compra também dá à empresa um grande diferencial. Para a Apple, você não está comprando apenas um celular. Você está comprando um iPhone, e criando um vínculo com a marca.

Além das lojas Apple, que no Brasil existem apenas em São Paulo e Rio de Janeiro, existem diversas empresas com assistência técnica especializada.

Agora você já conhece os principais diferenciais da Apple. A empresa aposta na excelência do início ao fim e sabe que o design é responsável por ajudar as pessoas a resolverem seus problemas. Com sofisticação e simplicidade, a empresa virou um dos maiores exemplos de lovemark, que são aquelas empresas que despertam uma verdadeira paixão dos seus clientes.

Você pensou em algum outro diferencial da Apple? Comente aqui embaixo!

Post a Comment